• Email: contato@theracom.com.br
  • Fale conosco: (11) 4421-1001

Empresa

Conheça mais sobre a Theracom

Como migrar de analógico para P25 sem dores de cabeça

Migrando de Analógico para P25

Se sua organização usa uma rede analógica ou transmissão analógica simultânea sobre IP (Analog Simulcast over IP), você ja conhece os beneficios que estes sistemas oferecem.

Uma das maiores forças dos Sistemas Analógicos Tait é a facilidade de migração para uma rede P25 com mais recursos avançados, de acordo com as necessidades de sua organização.

 

Porque migrar para P25?

Existem vários benefícios em migrar para P25, incluindo:

  • Interoperabilidade entre rádios de fabricantes diferentes
  • Maior segurança através de criptografia
  • Recursos digitais de ultima geração

Apesar de ser amplamente utilizado em uma diversidade de situações de missão crítica, o P25 é um padrão aberto inicialmente criado para segurança pública. Sua maior qualidade é a interoperabilidade, permitindo a cooperação de diferentes departamentos usando diferentes equipamentos em situações de emergência.

Equipamentos P25 de diferentes fabricantes são compatíveis, e existe uma ampla variedade disponível. Isso dá tranquilidade para organizações que precisam de caracteríticas específicas e um orçamento restrito.

Para prover a necessidade de segurança nas comunicações, o P25 possui um robusto sistema de criptografia. Em um cenário de comunicação de informações sensíveis, os usuários podem se comunicar com a confiança de que suas mensagens estão sendo recebidas apenas pelos destinatários corretos.

O P25 se aproveita de características modernas que dão conveniência e a capacidade de salvar vidas à sua rede. Serviço de localização por GPS, Man Down (Homem Caído), entre outras, dão mais segurança à sua equipe.

As vantagens de migrar para P25 são claras, mas e como é o processo de transição?

 

Um caminho simples

A Tait oferece uma solução que torna a migração de analógico para P25 muito mais fácil.

Dependendo da tecnologia que você tem atualmente, é possivel que você ja tenha alguns elementos da infraestrutura necessária para migrar para P25. Nossa solução é muito flexível, oferecendo diferentes caminhos para a migração. A imagem abaixo ilustra um desses caminhos, e mostra como o mesmo equipamento pode ser utilizado nos vários estagios da migração de um sistema de rádios analógico para P25 Fase 2.

Como o P25 usa as mesmas frequencias com 12,5kHz de espaçamento que os seus equipamentos convencionais existentes, sua organização pode continuar a usar seus canais existentes, apenas migrando componentes chave até você decidir a hora certa de migrar completamente.

 

Analógico para AS-IP

Se você quer manter sua rede analógica hoje, mas quer se preparar para o P25 no futuro, então o primeiro passo na migração é a transição para Analog Simulcast over IP (AS-IP). Essa tecnologia permite a continuação do uso de suas frequências existentes, mas começa a incorporar características digitais e constroi a fundação de equipamentos que serão cruciais para uma futura migração completa para P25.

O equipamento que você irá introduzir neste estágio é uma repetidora com capacidade AS-IP e P25, a Tait TB9400. Qualquer rádio analógico funciona em uma rede AS-IP, mas se você precisar começar a trocar terminais, então escolha o rádio multi funções Tait TP9400.

Essas adições podem ser implementadas gradualmente em fases, porque todo equipamento Tait da série 9400, seja repetidora, rádio móvel ou portátil, pode operar em modo Analógico Convencional, Analógico Simulcast (AS-IP), P25 Fase 1 e P25 Fase 2.

Este processo não precisa ser disruptivo ou caro. Seus rádios analógicos existentes vão continuar a operar na sua rede e você estará preparado para migrar para P25 quando achar que é a hora.

 

AS-IP para P25

Quando a interoperabilidade e os outros benefícios de uma rede P25 se tornar uma prioridade, é hora de considerar migrar de uma rede AS-IP para P25. Felizmente, se você adquiriu a repetidora TB9400 anteriormente, você ja tem todo o equipamento necessário para sua rede funcionar. Como os equipamentos Tait série 9400 são prontos para o P25, a unica mudança necessária é a atualização do software e licensas para operar em P25. Simples assim.

Muitas organizações escolher manter seus equipamentos em modo analógico até que todo o equipamento necessário tenha sido substituido. Uma vez que esta substituição esteja concluida, é hora de “virar a chave” para o P25.

 

P25 Fase 1 para Fase 2

Com a eficiencia espectral de sua rede digital atual, o P25 fase 2 representa o ápice de uma rede de rádio para operações de missão crítica e segurança pública. O P25 Fase 2 é retrocompativel com a Fase 1, para novamente facilitar a migração, valorizando seu equipamento existente.

 

Inicie sua migração hoje

O caminho da migração de uma rede de rádios Analógica para P25 é simples e eficiente, provendo à sua organização grandes ferramentas. Cada organização tem necessidades unicas, e nosso objetivo na Theracom é ouvir e entender sua situação e propor o caminho mais fácil para você. Por exemplo, você pode não querer uma rede AS-IP, ou você querer ir diretamente para P25 Fase 2. A flexibilidade dos equipamentos Tait série 9400 torna tudo isso possível.

 

Se você está interessado em aprender mais sobre migração de redes de rádio analógicas para uma rede digital moderna, entre em contato com a Theracom Solutions para chegarmos a uma solução durável e de longo prazo que atenda às necessidades de sua organização.

Fale conosco

  • (11) 4421-1001
  • contato@theracom.com.br

Endereço

  • Rua das Figueiras, 1682 Jardim - Santo André - SP - CEP 09080-301